educação Piaui saúde

Serviço de Psicologia da Uespi discute saúde mental através de ação aberta à comunidade acadêmica

Atividade visa oferecer um momento de reflexão, com o objetivo de discutir momentos e gostos da vida

 

O Serviço de Psicologia da Universidade Estadual do Piauí (Uespi) promove uma atividade em alusão ao Setembro Amarelo, no Anfiteatro do CCN, no campus Poeta Torquato Neto. Intitulada de “Sua vida tem valor”, a atividade visa oferecer um momento de reflexão, com o objetivo de discutir qualidades dos presentes, atividades que gostam de realizar, como se reerguer em momentos difíceis, além de praticar o amor próprio.

No local, quatro estandes simbolizam as quatro estações do ano: primavera, verão, outono e inverno.

Na primavera, os principais questionamentos são: Quem é você? Quais pessoas são as mais importantes para você? Em qual posição você se coloca nessa lista de importância? No verão, são discutidas as qualidades dos presentes e que atividades lhe fazem felizes.

No outono, foi discutido a importância do amparo psicológico em momentos difíceis, em que as pessoas não conseguem encontrar uma saída para os problemas e como é possível se reinventar. Na última fase, o inverno segue a linha do outono, onde são discutidos os problemas que as pessoas podem ter e até que ponto isso pode estar prejudicando, ressaltando a necessidade de buscar ajuda. Ao final, o presente é abraçado.

Um dos alunos que passaram pela atividade foi Isaac Bruno, estudante do 2º período de Química da Uespi. Segundo o discente, a ação promovida pelo Serviço de Psicologia foi uma experiência incrível, que ajuda bastante no controle das emoções e promove reflexões. “Atualmente, problemas como a depressão são constantes. Em casos mais graves, ocasionam o suicídio. Então, discutir essas temáticas de uma maneira diferente é bastante eficaz e pode ajudar”, pontua.

De acordo com a psicóloga da Uespi e coordenadora do Serviço de Psicologia da instituição, discutir a saúde mental através de atividades como essa, que saem do comum, é bastante proveitoso. “Não queríamos só distribuir panfletos ou trazer algum palestrante para discutir esta temática. Nosso objetivo era, de uma forma diferente, atrair o público para que eles percebessem o quão importantes são, além de refletir questões relacionadas à saúde mental, destacando que a vida tem valor e que para tudo há uma solução”, finaliza.

A atividade é aberta à comunidade acadêmica e acontece até às 17h desta sexta-feira (27).

Autoria: Cla